Artigo - Sintonia empresarial, as semelhanças entre empresas e orquestras!

Posts Mais Recentes

#posts#

Alexander Baer

Palestrante Nacional com foco em Motivação | Professor MBA da Fundação Getulio Vargas| Personal Marketing Coach | Conferencista | CEO da Escola de Marketing Pessoal©

Quer ficar sempre bem informado?
Quer enviar uma pergunta?

Preencha os seus dados abaixo e envie.


#Orquestras podem ensinar muito as empresas, especialmente na busca destas por sintonia com o público interno – os funcionários – ou com o externo – os clientes propriamente ditos.

Mas como chegar a um grau de consonância digno de aplausos no mundo empresarial? Deveriam as organizações “afinar” melhor seus instrumentos – nesse caso, seus funcionários/colaboradores? Conhecê-los em maior e melhor profundidade – no que diz respeito as suas habilidades, competências, pontos fortes e fracos, e estímulos motivacionais –, instigar o conhecimento mútuo entre eles e o autoconhecimento? Ou, ainda, seguir com mais esmero sua “partitura” – ou seja, o conjunto formado pelas normas e pelos procedimentos do mercado e pelo planejamento estratégico?


Na realidade, o ideal seria que as empresas estimulassem a sensibilidade de sua equipe, para que esta pudesse descobrir todo seu potencial e talento, e, por conseguinte, os agregasse às ferramentas de gestão utilizadas. Esse é o caminho para que todos tenham condições de acompanhar corretamente a partitura e de alcançar a sintonia perfeita, fazendo com que a plateia atinja o êxtase. Quer dizer, para que sejam capazes de deixar os clientes totalmente satisfeitos e de levá-los a divulgar e comprar mais, e melhor, os produtos e/ou serviços, a marca e a imagem da organização que os atendeu.


É assim que deve ser: as empresas precisam visar ao seu crescimento, ao seu desenvolvimento e, acima de tudo, aos aplausos de sua plateia – ou melhor, de seus clientes finais –, sempre em total sintonia.


Seguem algumas dicas para se obter tal sintonia empresarial:

1.   Cada funcionário deve conhecer suas competências e habilidades (seus instrumentos), promovendo um balanço anual próprio e identificando os objetivos e as metas que conquistou, ou não. Deve também investir em formação técnica, em autoconhecimento, ética, respeito, automotivação, comunicação, qualidade de vida, postura, networking e marketing pessoal.

2.   O colaborador deve estar em sintonia consigo mesmo. Para isso, precisa ter definido o valor de sua marca, de sua imagem pessoal e profissional, e visualizar como esta pode somar pontos ao negócio em que ele está inserido. E também como o negócio, em si, pode ter suas respectivas marca e imagem valorizadas perante o seu pessoal e seus clientes – o que exige afinação, comunicação e muito preparo.

3.   A empresa deve ter muito claro seus objetivos (sua partitura), metas, visão, missão e conhecer seus mercados de atuação, as oportunidades e ameaças ligadas a esses mercados, os concorrentes e os próprios atributos fortes e fracos. Deve saber agir em cima de suas características favoráveis e desfavoráveis, e ter descritos todos os seus passos em um planejamento estratégico, para assim saber onde está, aonde quer ir, como ir e quando ir.

4.   Cabe ao grupo identificar quem é seu cliente e as expectativas dele – o que ele quer, espera, seus desejos e necessidades. E ter consciência dos danos do marketing ruim, fruto do mau atendimento. Afinal, sabe-se que a pessoa mal atendida transmite a outras 12, em média(marketing tradicional), no novo marketing 4.0 transmite para o número de seguidores que tem em suas redes digitais, sua experiência negativa – fato que pode acabar com qualquer negócio ou espetáculo.

5.   É essencial que haja ritmo + melodia + harmonia = sintonia empresarial, em todos os níveis da empresa, que todo trabalho seja desenvolvido realmente com espírito de equipe, amor, técnica, comunicação e liderança – lembrando que eu + você + nós = sintonia.

6.   A qualquer grande apresentação também não pode faltar, além de sintonia, a partitura, os ensaios constantes, a ordenação, o posicionamento correto e a ação.  O produto certo para a platéia certa!Quando tudo isso está presente, é hora do show.

Ao atentar para esses tópicos, as empresas terão um melhor desempenho no seu dia a dia, colaboradores mais motivados e entusiasmados e, automaticamente, melhores resultados nas vendas e clientes muito mais satisfeitos.
 #
#post#